Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica

Agende sua consulta

(16) 3621-8584

(16) 98805-8584

Plástica Íntima Feminina

A cirurgia plástica íntima feminina pode proporcionar uma enorme melhora na qualidade de vida e na auto-estima de mulheres que se sentem incomodadas, constrangidas ou inseguras com a sua genitália.

Muitas mulheres se queixam de desconforto durante as relações sexuais, se queixam do aspecto volumoso visível na roupa de banho ou roupa íntima, ou apenas se incomodam com o seu aspecto estético. Para que este incômodo chegue ao fim, uma opção é a Plástica íntima Feminina

Qual o tipo de anestesia?

Para que seja realizada a Plástica íntima Feminina a anestesia é local (para casos mais simples) e local com sedação ou bloqueio (raqui ou peridural) nos casos mais complexos.

Quanto tempo dura a cirurgia?

De 30-90 minutos, este é o tempo para que seja realizada a Plástia Íntima Feminina. Essa grande variação de tempo ocorre devido à quantidade variável de alterações genitais que precisam ser corrigidas.

Quais os procedimentos que podem ser realizados durante a Plástica Íntima?

  1. Lipoaspiração do Púbis: para casos de Púbis volumoso, mas sem flacidez
  2. Lifting do Púbis: para casos em que o púbis tem excesso de pele e flacidez, precisando ser levantado com as mãos no exame físico para simular a correção
  3. Redução dos pequenos Lábios Vaginais: é o procedimento mais buscado pelas mulheres. É um procedimento simples e de rápida recuperação
  4. Redução dos Grandes Lábios Vaginais: para casos de excesso de pele ou volume dos grandes Lábios
  5. Lipoenxertia dos Grandes Lábios Vaginais: para grandes lábios muito magros naturalmente ou que perderam volume durante o envelhecimento
  6. Correção do excesso de pele acima do clitóris: naturalmente o clitoris deve ser envolto em uma pequena quantidade de pele, por isso, quando essa quantidade de pele é excessiva, a sua redução oferece melhora na higienização e também na estética
  7. Himenoplastia: conhecida como a cirurgia de recuperação da Virgindade, trata-se da reconstrução da película vaginal rompida no primeiro ato sexual
  8. Cirurgia Íntima Reparadora: neste caso inclui a correção de episiotomias, a reconstrução de pequenos lábios ou grandes lábios, etc

A Plástica Íntima Feminina e a Ninfoplastia são a mesma coisa?

Não. A Ninfoplastia trata-se apenas da redução dos pequenos lábios vaginais. Já a Plástica Íntima Feminina é um conjunto de procedimentos para melhorar a estética e funcionalidade da genitália externa feminina, e inclui a Ninfoplastia na maioria dos casos.

A Plástica Íntima Feminina e a Perineoplastia são a mesma coisa?

Não. A Plástica Íntima Feminina trata a genitália externa, enquanto a Perineoplastia é a cirurgia que reposiciona a musculatura pélvica.

Como é a dor após a plástica intima?

Após a realização da Cirurgia Plástica Íntima Feminina, a dor não é intensa, o que mais incomoda é o inchaço na região que vai melhorando em 1-2 semanas.

Após quanto tempo é possível ter relações sexuais?

Após 1 mês da cirurgia. Nos casos mais simples (como na redução dos pequenos lábios), após 3 semanas.

Compartilhe: